Os custos de produção decolaram, e agora?

Como driblar os custos de produção na pecuária?
terça-feira, Outubro 27, 2020 - 12:30

Título

Os custos de produção decolaram, e agora?

O pecuarista sabe bem que produzir carne bovina está cada vez mais caro, e, em ano de alta nos preços dos insumos, é importante ficar atento e de olho nas estratégias que podem amenizar o aumento dos custos de produção.

A forte alta nos preços da arroba do boi gordo trouxe ânimo para a atividade pecuária, mas em contrapartida, os custos de produção subiram consideravelmente.

Segundo dados da Scot Consultoria, o preço médio da saca (60kg) de milho teve incremento médio de 69,8% na comparação com outubro de 2019. A cotação da saca de soja teve incremento de 82,2% nesse mesmo período.

O dólar em patamar elevado e a boa demanda para exportação colaboraram com os aumentos nos preços dos principais insumos agropecuários.

Os preços dos animais de reposição também tiveram uma escalada nos últimos anos, fato acentuado pela fase de alta do ciclo pecuário, onde a retenção de fêmeas é evidenciada.

Diante desse cenário, algumas estratégias podem ser interessantes para o pecuarista minimizar o impacto gerado pelo aumento nos custos de produção.

Mantenha-se informado sobre os custos de produção da sua fazenda

É o ponto de partida.

Independente do sistema de produção, o conhecimento dos componentes do custo da arroba produzida é o primeiro passo para pensar em uma estratégia para driblar as variações nos custos de produção. Tão importante quanto conhecer os seus custos é fazer a coleta, análise e monitoramento desses custos.

Por meio da mensuração e análise dos dados, é possível identificar gargalos e desenhar estratégias, corrigindo em tempo, o que não estava indo assim tão bem assim.

Com os custos e os dados em mãos, é chegada a hora do pecuarista definir uma boa estratégia para reduzir o custo de produção dentro da sua propriedade.

Mas, como?

Conheça os fundamentos de mercado

É importante conhecer os fatores que interferem na formação do preço dos insumos agropecuários, como entender a sazonalidade da oferta e demanda do produto, que impacta na dinâmica de preços dos insumos ao longo do ano ou ciclo.

Por exemplo, o milho, que com a colheita da segunda safra, que representa 70% da produção nacional. Historicamente, existe uma pressão de baixa maior sobre as cotações no mercado brasileiro entre os meses de maio e julho/agosto.

No caso do farelo de soja, o período de aumento nos esmagamentos vai de fevereiro a maio, conforme avança a colheita da soja e aumenta a disponibilidade interna do grão para processamento.

Além disso, nos casos dos adubos e alguns insumos para os suplementos minerais, como o fosfato bicálcico, o câmbio tem impacto direto sobre as cotações no mercado brasileiro, em reais.

Aposte em uma infraestrutura funcional

O investimento em infraestrutura, como silos ou barracões para armazenamento de grãos e insumos, pode ser uma alternativa para diminuir a dependência de compra dos insumos em momentos de demanda maior e, consequentemente, de grandes variações nos preços.

No entanto, como todo investimento, é preciso fazer a conta e analisar o custo-benefício de cada ação, antes da implementação.

Invista na intensificação da produção

Intensificar a produção com foco na eficiência gera uma demanda maior por insumos e, consequentemente, gastos adicionais, no entanto, proporciona a diluição dos custos fixos e variáveis indiretos, devido ao ganho produtivo em escala.

Nesse aspecto, são diversas as possibilidades para a intensificação da pecuária, que variam de acordo com o sistema produtivo, metas e objetivos da sua propriedade.

Informação de qualidade vale ouro!

Como vimos a informação é uma grande aliada do pecuarista na hora de definir como trabalhar com as oscilações de preços e demais fatores que que podem impactar a produção.

Conhecer e acompanhar os elementos que definem o custo da arroba do seu boi é fundamental para a boa gestão da fazenda e, consequentemente, para obter um balanço positivo entre custos e ganhos, preservando, assim, a lucratividade do seu negócio.

Procure sempre por fontes confiáveis e se sentir necessidade de ajuda nessa empreitada, existem diversas empresas, em diversos segmentos, que auxiliam o pecuarista na hora da tomada de decisão. Escolha uma de sua confiança e mãos à obra!

A competitividade da atividade pecuária está mais acirrada a cada dia e saber lidar com a variação dos custos da sua produção é um fator imprescindível para obter o máximo de eficiência produtiva da sua propriedade!